Educação infantil proporciona desenvolvimento e socialização

Educação infantil proporciona desenvolvimento e socialização

Colégio Madre de Deus explora cinco sentidos e universo lúdico para estimular a evolução das crianças

Apresentado por: Colégio Madre de Deus

Aprender a socializar e desenvolver as funções motoras são apenas algumas das vantagens do ensino infantil. Antes visto como desnecessário, hoje, foi elevado à categoria de essencial pelos visíveis benefícios que proporciona para as crianças. O Colégio Madre de Deus desenvolve metodologia voltada para o lúdico que faz com que os pequenos aprendam brincando.

“Atualmente, boa parte das crianças vive em apartamentos e possui pouca interação com os colegas. Diante desse quadro, a socialização acaba sendo um dos aspectos fundamentais da educação infantil. A partir daí, os pequenos percebem o outro e iniciam um desenvolvimento mais acelerado da linguagem”, destaca a psicóloga escolar do Colégio Madre de Deus, Josiane Golin. A interação com alunos da mesma idade faz ainda com que se vivencie conceitos como: o respeitar e o esperar. Nem tudo será como a criança deseja e as próprias necessidades não serão atendidas no segundo em que forem solicitadas. “Isso tudo faz parte de saber lidar com o egocentrismo”, ressalta.

O isolamento provocado por apartamentos acaba empurrando as crianças a se interessarem, cada vez mais, por aparelhos eletrônicos, como televisão, celulares e tablets. A escola apresenta também o prazer da atividade física. “O espaço livre é importantíssimo para o desenvolvimento da motricidade. Já recebemos alunos de quase três anos que não conseguiam subir uma escada ou abrir uma lancheira. Isso vai impactar nos movimentos finos na hora de iniciar a escrita”, descreve a psicóloga.

No Colégio Madre de Deus, todos esses aspectos são trabalhados respeitando a individualidade de cada um. “Nosso diferencial é que conhecemos cada criança, sua família e seus costumes justamente para se aproximar da sua realidade”, explica Josiane Golin. As atividades são propostas explorando os cinco sentidos de forma divertida. “Subir e descer degraus ou escorregar, pisar na areia, sentir um cheiro bom no algodão macio e a textura do creme da pele. Também trabalhamos com música para estimular a audição e linguagem”, enumera.

O desenvolvimento da criança é tão visível que fez diminuir o preconceito com o ensino infantil, que antes era visto como voltado unicamente para brincadeiras e para a criança riscar papel. “Até mesmo as atividades mais simples têm um propósito. Os pais sentem essa mudança e valorizam o trabalho realizado pela escola”, afirma a psicóloga.   

Sem comentários

Deixe um comentário